quinta-feira, 12 de agosto de 2010

VITRINE E PRODUÇÃO DE MODA. A HISTÓRIA DAS VITRINES







O uso da "vitrine" para a apresentação de produtos, de maneira organizada e para chamar a atenção remonta ao Império Romano, mas a pratica teve inicio com os Mesopotâmicos e os Egípcios, portanto datam de milhares de anos A/C.

Em Roma haviam lojas em salas retangulares, tendo ao fundo um mezanino. Havia a preocupação em expor os produtos em prateleiras. Surgiam os primeiros esboços de um shoppingcenter, como o Mercado Trajano, do século II D/C.:


Possuía seis andares e 150 lojas, organizadas a partir dos produtos que vendiam.


1° manifestação de publicidade e identificação das lojas eram placas de madeira ou pedra com um único símbolo que identificava a mercadoria vendida naquele estabelecimento:


A figura de uma uva entalhada na pedra mostrava que ali se vendia vinho, o desenho de uma cabra vendia leite, um trigo-pão, e assim por diante.


Os 1° mercados árabes se constituíram com um formato de exposição que até hoje se utiliza no mundo inteiro:

mercadorias expostas sobre tecidos ou bancadas e todos separados por grupos de produtos afim e cores, que nos serve até hoje como exemplo. Com o fim do Império Romano e a chegada da Idade Média, as lojas praticamente desapareceram. Foi só na Renascença que o comércio em lojas floresceu novamente: Inicia-se a Era do Mercantilismo.


No século XIX as lojas se proliferaram por toda a Europa e as palavras “vitrine” e “decoração” passaram a entrar em uso. Em 1850, apareceram as primeiras "bonecas de moda", feitas em porcelana e couro. Foi no período da Rainha Vitória (1832-1895) que surgiram as vitrines como são hoje:

janelas mostrando a mercadoria ao público passante.


Em 1852 apareceram as primeiras lojas de departamentos em Paris, com vitrines chegando ao nível da rua. As pessoas saíam de casa "para ver vitrines". Desde então elas exibem também mudanças de costumes, avanços da tecnologia e reflexos do tempo em que se vive.

Ganham mais arte, mesmo que a loja esteja se convertendo na própria vitrine, como acontece nas “open store”.


A vitrina é a interface entre a loja e o consumidor. Os USA investem milhões de dólares em vitrine. Na Europa as vitrinas são seculares, fazendo assim com que tenha grande tradição, e pela tradição suas vitrines atingem grande nível de sofisticação. Daí sua classificação de berço do vitrinismo mundial.



“TRADUÇÕES” PARA O TERMO:

Alemão – Shaufenster : janela para expor

Inglês – Windows display: janela para vestir ou to catch the eye: para fisgar os olhos, store windows: janela da loja

Espanhol – Escarparate: cristaleira para mostrar (origem holandesa)

Português (Portugal): Montra: janela que mostra

Francês – Davantures ou Aventures: o que está á frente ou ainda Vitrine

Italiano – Vetrina


A vitrine é uma ferramenta de comunicação, faz parte de um processo que tem inicio no estudo do marketing que a empresa adotou.

A comunicação por sua vez, utiliza entre suas ações o merchandising, e o merchandising faz uso de varias peças, dentre elas, a mais significativa é a Vitrine.


Algumas definições do que a vitrine pode ser:

Um vendedor silencioso;

O cartão de visitas da empresa;

Agente formador da imagem da empresa.

Além de ser comprovadamente responsável direta por mais de 70% das vendas, ela cria a identidade da loja.


VANTAGENS DAS VITRINES

É a peça de comunicação de menor custo:

custa mensalmente menos que um vendedor.


Imediatismo: A resposta do consumidor é imediata: após sua montagem o consumidor estará frente a frente com o produto e se a vitrina estiver atraente seu impulso de compra é instantâneo.


Menor risco: Fica fácil medir seu resultado nos primeiros dias, diferentemente das campanhas que só podem ser medidas após um considerável período.


FUNÇÕES DA VITRINA


É a promocão mais econômica, imediata e segura.

Para que alcance esta eficiência sua mensagem deve estar de acordo com o público alvo, a imagem do produto e a localização do ponto de venda. A função da vitrina é apresentar um produto de acordo com um tema, em uma data específica. Como sempre postarei mais informações sobre o assunto conforme o desenvolvimento da disciplina, mas por enquanto é isso.


2 comentários:

ericavighi disse...

Olá Regis, primeiro gostaria de parabenizar pelo post!
Também gostaria de saber se há alguma recomendação de referência bilbiográfica para este tema. Agradeço desde já, ericavighi.

REGIS disse...

Olá Erica. Obrigado por visitar o blog. Essa área tem muito assunto mas pouca bibliografia. Mas procure por "sylvia Demetresco" no google que vc encontrará bastante coisa sobre vitrinas. Ela inclusive é a maior autora brasileira sobre o assunto. Vc encontrará o nome dos livros dela na sua busca. Até mais.