segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

LABORATÓRIO DE CRIAÇÃO -DEFINIÇÕES DE CRIATIVIDADE


Sobre a criatividade peguei algumas definições que me chamaram a atenção:


Aurélio: Originar; causar; dar existência; tirar do nada; dar origem; formar; dar princípio; produzir; inventar; imaginar...

Platão: é uma forma de loucura...

Kneller: é a descoberta e a expressão de algo que é tanto novidade para o criador quanto uma realização para si mesma...

Fayga Ostrower: é poder dar forma a algo novo. Em qualquer que seja o campo de atividade.


Todas as definições que escolhi julgo muito interessantes, mas preciso mencionar que a parte que o Aurélio define como "tirar do nada" me incomoda, além de que faz crescer o estereótipo de que pessoas criativas tiram as coisas "do nada".


Reforço sempre que as coisas são resultados da mudança de outras coisas. É a velha máxima de que "nada se cria, tudo se transforma". Não que as novidades ou inovações não sejam legítimas, muito pelo contrário, basta observar que as coisas que existem, todas, são resultados da transformação ou manipulação de outras para chegar a ser o que são. E criatividade funciona assim, transformar informações em elementos/ações/coisas que serão enfim novidade.

Costumo usar o exemplo das notas musicais (entendo pouco de música, mas sei que são sete...) que, apesar de serem tão poucas, possibilitam uma infinidade de sons através de suas combinações, instrumentos, escalas... Portanto um músico, nesse exemplo, não cria nada do nada, ele possui uma base para isso. Será que me fiz entender ?

Nenhum comentário: